© 2016 - Desenvolvido por Éon Design

  • Facebook App Icon

O conteúdo deste livro..., é livre e pode ser lido por pessoas de todas as idades e crenças.

Ousei publicar um conto,  como se fora no passado e que pudera, do mesmo modo, ser assim no futuro.

Num tempo e lugares onde não existem conflitos.

As pessoas são tolerantes e respeitam as diferenças, as ideologias e opiniões das outras.  

Não há desavenças, nem lutas, ferimentos ou mortes; nem disputas pelo poder, seja ele político, religioso ou econômico.

Planta-se, colhe-se e se constrói pela energia da integração, através da fé, da fraternidade e, sobretudo, pela solidariedade.

Pouco é vendido, quase tudo se permuta.

Todos têm, a seu modo e costumes um lugar para morar, constituir sua família, alimentar-se e viver bem.

Porém, a ideologia, a maneira como preferem ser, se relacionar e agir é individual e própria.

Mas eu acho que a narrativa não é entediante.

Acredito, sim, ao fato de naqueles caminhos e encontros se avivarem sentimentos: revela-se ainda mais o amor, o companheirismo, a amizade e a partilha.

Uma história imaginada, numa mistura de gente de fé e de energia do bem; - uma terra em que tudo viceja; num tempo sem males, alguns mitos e múltiplos acasos.

Surgem e desvendam-se mistérios; vêm à luz revelações; manifestam-se e desabrocham, - desde outros tempos, as paixões...

Afirmo que não é uma ‘novela’ ou uma trama de vir e ir de uniões e separações; das trivialidades, de ostentações, das maldades, de traições ou vinganças.

A civilização que ‘desde sempre’ ali vive, sabe fazer vir desde o solo fértil o sustento para uma vida saudável e longa.

Sem com isso entrar em choque com a mãe-terra; nem com as águas que ali nascem, correm e para outras instâncias seguem, dando vida a tudo e a todos.

Muito menos com os milhares de seres, que com eles coexistem, se respeitam e partilham dos mesmos frutos.

Eles sabem fazer as bases e os tijolos para edificar suas moradas, as escolas; seus templos, as moendas, os engenhos...

Mais do que ninguém eles interpretam os sinais do firmamento: o deslocamento, as formas e as cores das nuvens; a linguagem e a performance de pássaros; os sons, os movimentos e as marcas dos mamíferos e répteis; as espécies de peixes em relação ao estado das águas; as particularidades das matas e a proveniência das plantas na transformação destas em medicamentos.

Sapientes e bondosos aos gestos e sinais da fé, poções e ramilhos bentos, tiram as dores e curam os ferimentos.

Suas rezas, espiritualidades e incensos extirpam os males e aliviam as almas.

Todos ali têm saúde e vivem felizes...

Caminhos e Destinos - Flor da Mata

REF: EAF16
R$26.40Preço
  • Quantidade de Páginas: 160

    Nº de Edição: 1

    Ano de Publicação: 2017

    ISBN: 978-85-69579-04-5

    Idioma: Portugues

 Editora e Livraria