Recebam em seu coração estes ecos da alma que, na madrugada, foram refúgio de um coração quebrantado que encontrou aqui o alento do recomeço. “Encontrava-me à beira do abismo, fundo do poço, túnel sem luz. Alma afogada em desespero, em busca de uma saída que reluz. Um dia, anjos sem asas vieram brilhantes a me convidar para uma morada nova, onde o encanto e a magia são joias reluzentes, resgata estava minh’alma, logo se renova. Nas madrugadas, palavras aladas afloram, em Janeiro voam livres, brilham com o luar. Assim, inicia-se um novo ciclo, versos ecoam, Ecos da alma se renovam enfim, a se libertar.”

*Ecos na Madrugada

REF: LDP49
R$10.00Preço
  • Quantidade de Páginas: 49

    Gênero: Poesia

    Nº de Edição: 1

    Ano de Publicação: 2017

    Idioma: Portugues

  • Maria Angélica de Oliveira é natural de São José dos Campos/
    SP, mas vivenciou sua infância e adolescência em Minas Gerais,
    onde reside hoje com seus quatro filhos, Juliana, Gabriel, Vitor e
    Artur. Formada em Pedagogia e Técnico em Enfermagem, hoje
    integra a equipe de Gestores da Casa dos Poetas e da Poesia/
    CPP; Ocupa a Cadeira 50 – Patrono: Catulo da Paixão Cearense
    da Academia Mundial de Cultura e Literatura/ AMCL, onde atua
    como Secretária Geral; Membro Efetivo da Confraria Cultural
    Brasil – Portugal; Atua como Administradora nas Páginas Alma
    de Poetisa e Caldeirão de Artes & Encantos Culturais, Artes &
    Estripulias na Educação Mundial, Amor em Cuidar, Amor em
    Cuidar – PET; Atua como Cronista semanal na Página Liga dos 7.
    Grande apreciadora da Literatura Brasileira com todas as suas
    nuances e diversidades, e também Literaturas Estrangeiras como
    romances e livros de cunho investigativo, a exemplo de Agatha
    Christie.

© 2016 - Desenvolvido por Éon Design