Alufa Licuta Oxoronga

A minha ideia de vida é a que não sabe ser vida. Ela vem fechada por dentro feito náusea, feito fome, feito mar e labirinto. Mas trago uma outra ideia que é uma ideia de vida, que vem por fora, indelével, feito fogo e feito céu.

Esta é a minha ideia de vida que ainda se quer vida.

E assim, vivendo esta condição de ser me tornei poeta aos 12 anos de idade, e pelos tantos borrões que eu garatujava a vida com os meus carvões de ser, aos 14 me descobri pintor.

Nesta condição de existir andei por vários lugares e conheci diversas culturas o que me permitiu  ser este ser existencial que nestes pastoreios de vida se tornou psicólogo.

E desde então trago comigo uma exaltação de angústia.

Contato

E-mail: alufalicuta@hotmail.com

Acervo Bibliográfico

Acervo Digital

© 2016 - Desenvolvido por Éon Design